sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Divórcio por Arnaldo Jabor.

Meus amigos separados não cansam de perguntar como consegui ficar casado 30 anos com a mesma mulher. As mulheres sempre mais maldosas que os homens, não perguntam a minha esposa como ela consegue ficar casada com o mesmo homem, mas como ela consegue ficar casada comigo.
 Os jovens é que fazem as perguntas certas, ou seja, querem conhecer o segredo para manter um casamento por tanto tempo. Ninguém ensina isso nas escolas, pelo contrário. Não sou um especialista do ramo, como todos sabem, mas dito isso, minha resposta é mais ou menos a que segue:
Hoje em dia o divórcio é inevitável, não dá para escapar. Ninguém agüenta conviver com a mesma pessoa por uma eternidade. Eu, na realidade já estou em meu terceiro casamento – a única diferença é que casei três vezes com a mesma mulher.
Minha esposa, se não me engano está em seu quinto, porque ela pensou em pegar as malas mais vezes que eu. O segredo do casamento não é a harmonia eterna. Depois dos inevitáveis arranca-rabos, a solução é ponderar, se acalmar e partir de novo com a mesma mulher.
O segredo no fundo é renovar o casamento e não procurar um casamento novo. Isso exige alguns cuidados e preocupações que são esquecidos no dia-a-dia do casal.
De tempos em tempos, é preciso renovar a relação. De tempos em tempos é preciso voltar a namorar, voltar a cortejar, seduzir e ser seduzido. Há quanto tempo vocês não saem para dançar? Há quanto tempo você não tenta conquistá-la ou conquistá-lo como se seu par fosse um pretendente em potencial?
Há quanto tempo não fazem uma lua-de-mel, sem os filhos eternamente brigando para ter a sua irrestrita atenção?
Sem falar dos inúmeros quilos que se acrescentaram a você depois do casamento. Mulher e marido que se separam perdem 10 kg em um único mês, por que vocês não podem conseguir o mesmo?
Faça de conta que você está de caso novo. Se fosse um casamento novo, você certamente passaria a freqüentar lugares novos e desconhecidos, mudaria de casa ou apartamento, trocaria seu guarda-roupa, os discos, o corte de cabelo, a maquiagem. Mas tudo isso pode ser feito sem que você se separe de seu cônjuge.
Vamos ser honestos: ninguém agüenta a mesma mulher ou o mesmo marido por trinta anos com a mesma roupa, o mesmo batom, com os mesmos amigos, com as mesmas piadas. Muitas vezes não é a sua esposa que está ficando chata e mofada, é você, são seus próprios móveis com a mesma desbotada decoração.
Se você se divorciasse, certamente trocaria tudo, que é justamente um dos prazeres da separação. Quem se separa se encanta com a nova vida, a nova casa, um novo bairro, um novo circuito de amigos.
Não é preciso um divórcio litigioso para ter tudo isso. Basta mudar de lugares e interesses e não se deixar acomodar. Isso obviamente custa caro e muitas uniões se esfacelam porque o casal se recusa a pagar esses pequenos custos necessários para renovar um casamento.
Mas se você se separar, sua nova esposa vai querer novos filhos, novos móveis, novas roupas e você ainda terá a pensão dos filhos do casamento anterior.
Não existe essa tal “estabilidade do casamento” nem ela deveria ser almejada. O mundo muda, e você também, seu marido, sua esposa, seu bairro e seus amigos.
A melhor estratégia para salvar um casamento não é manter uma “relação estável”, mas saber mudar junto. Todo cônjuge precisa evoluir, estudar, aprimorar-se, interessar-se por coisas que jamais teria pensado em fazer no inicio do casamento. Você faz isso constantemente no trabalho, porque não fazer na própria família?
É o que seus filhos fazem desde que vieram ao mundo. Portanto descubra a nova mulher ou o novo homem que vive ao seu lado, em vez de sair por aí tentando descobrir um novo interessante par. Tenho certeza que seus filhos os respeitarão pela decisão de se manterem juntos e aprenderão a importante lição de como crescer e evoluir unidos apesar das desavenças. Brigas e arranca-rabos sempre ocorrerão: por isso de vez em quando é necessário se casar de novo, mas tente fazê-lo sempre com o mesmo par.
Como vê, NÃO EXISTE MÁGICA, EXISTE COMPROMISSO, COMPROMETIMENTO E TRABALHO.
É isso que salva casamentos e famílias. (Por Arnaldo Jabor)

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Oração pela família.





Que nenhuma família comece em qualquer de repente.
Que nenhuma família termine por falta de amor!

28 de outubro é dia do Funcionário Público.

Vamos aplaudir quem trabalha para fazer
nossa cidade melhor e mais feliz!
Parabéns pelo seu dia!
Que Deus abençoe a todos.

domingo, 26 de outubro de 2014

Visita Senhor as irmãs e irmãos que estão orando, neste momento.

"Querido Pai, te agradeço por estar vivo, pela saúde, paz, por nossa família e por esta semana maravilhosa que se inicia em tua presença. Pai, cuida da minha semana, me leva às águas tranquilas, cuida do meu coração e nos momentos de dificuldades não me deixe ser abatido. Continua conosco nos abençoando e nos livrando de todo mal, cuida de quem não podemos cuidar. Segura meu Senhor em minha mão, enxuga minhas lágrimas, me faça próspero e rico em alegria e paz, bem sei que tudo podes e nada pode escapar de suas fortes mãos.
Pai, renova nossas forças, conceda-nos a cura para todas as doenças, livra-nos de todo mal, envia o seu Espírito Santo, para proteger a nossa família, que a nossa casa seja a sua morada, que a haja paz, amor e restauração. Abençoa o nosso trabalho, perdoa os nossos pecados, visita Senhor neste momento, todas as irmãs e irmãos que estão orando, dê paz a seus corações, força e vitórias em suas vidas.
É que te peço e imploro em nome de Jesus." 
Amém.

sábado, 25 de outubro de 2014

Efeitos dos castigos físicos e humilhantes.

Os castigos físicos e humilhantes têm efeitos distintos nas crianças, já que têm relação direta com as experiências vividas por cada uma delas, além da configuração familiar. Mas uma consequência direta do uso do castigo físico é o aprendizado de que a violência é uma maneira plausível e aceitável de se solucionar conflitos e diferenças, principalmente quando você está em uma posição de vantagem frente ao outro, principalmente física (como no caso do adulto frente à criança). 
Este aprendizado é transmitido para outras relações da criança – por exemplo, um irmão mais novo ou na escola. Outra consequência comum é a criança apresentar um perfil retraído e introvertido, com baixa autoestima, gerando insegurança, medo, timidez, passividade e submissão. 
Não é raro que a violência física ou psicológica acabe acontecendo em um rompante de raiva, e não por metodologia. Nestes momentos os pais podem conversar com seus filhos e serem sinceros com eles, explicando que perderam o controle e que se arrependem. Este tipo de atitude é um ótimo exemplo de humildade e de respeito para com o outro. Ao sentarem para conversar com seus filhos, os pais darão o exemplo de que pedir desculpas não é algo do qual a criança deva se envergonhar e de que errar é humano, que nem sempre eles, pais, irão acertar em tudo, apesar de sempre desejarem o melhor para seus filhos. Esse tipo de postura também é assimilado pela criança. 
Esses momentos são bons para ouvir a criança e procurar junto a ela estabelecer as “regras” de convivência familiar. Por exemplo, os pais podem identificar que não agiram da melhor forma porque chegaram cansados do trabalho, e estabelecer com os filhos que, quando isso acontecer, será preciso um tempo para relaxarem e então darem a atenção devida à criança.
(Fonte: Rede Não Bata, Eduque!)

terça-feira, 21 de outubro de 2014

A construção da autoestima.

Segundo a psicopedagoga Adriana Tavares dar liberdade à criança para contar o que sente, respeitar sua opinião e valorizar suas realizações são atitudes que ajudarão a formar um adulto confiante.
Autoestima é o sentimento de importância e valor que uma pessoa tem em relação a ela própria. Quem a possui em alto grau confia em suas percepções e em seus julgamentos, acredita que suas iniciativas vão dar certo e lida com os outros com facilidade. Um adulto com baixa autoestima sofre por se considerar inadequado e desprestigiado. Também tende a se ver como desamparado e inferior, além de não confiar em si. 
Os pais desempenham um papel fundamental na construção da autoestima dos filhos. Esse processo começa na infância. Mas, mesmo que a criança receba cuidados de boa qualidade e passe por experiências sociais positivas, na pré-adolescência e no início da adolescência um certo desconforto em relação a si mesma é muito comum.
Para que tudo corra da melhor maneira, os pais devem estabelecer uma comunicação efetiva com os filhos. Isso se consegue reservando um tempo para conversar com eles. Também é importante deixar que participem das decisões familiares e respeitar suas opiniões. A criança adquire confiança a partir da afirmação de seus pontos de vista. Não menosprezar suas preocupações é essencial - aquilo que parece simples para os adultos pode ser fundamental para ela. 
Nas conversas, porém, os pais devem ficar atentos ao modo de falar, principalmente se estiverem nervosos, para não magoar nem depreciar os filhos. Suas palavras são muito importantes. Comentários do tipo "Você nunca faz as coisas certas!" ou "Como você pode ser tão burrinho?" levam-nos a duvidar de suas capacidades. As críticas devem estar dirigidas ao fato ou ao comportamento impróprio, não a ela. Por isso o adequado é dizer "Seu quarto está uma bagunça, precisa ser arrumado", e não "Você é mesmo um bagunceiro e joga tudo por todo lado". 
Em vez de criar o hábito de repreender a criança o tempo todo, os pais precisam interagir de forma positiva valorizando suas realizações no cotidiano. O elogio funciona como uma força poderosa na mudança do comportamento e no aumento da segurança. Se numa fase da infância descer a escada sozinho ou amarrar o sapato requer concentração, deve ficar claro o quanto esse esforço é apreciado. 
Quem recebe incentivos explora situações novas com mais confiança. Esses elogios devem ser específicos. Por exemplo: "Você está de parabéns; fez a lição e agora brinca como combinamos". Beijos, abraços e brincadeiras que envolvem toque também fazem a criança sentir-se amada e bem-aceita pelo que ela é e pelo que é capaz de realizar. O resultado será um adulto confiante, produtivo e feliz. 
(Texto de Adriana Tavares. Fonte: Educar para Crescer)

Família é o bem mais precioso que temos.

"Nossa família é assim:
A gente chora, ri, briga, discute, perdoa, comemora e se diverte juntos.
Mas nós nos entendemos, porque nos amamos."

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

domingo, 19 de outubro de 2014

Lembre-se que nunca é tarde para recomeçar e ser feliz!



"Às vezes é preciso perder pra dar valor. Chorar para aprender a amar. Confiar para se entregar. Ouvir para nunca gritar. Todos irão sofrer um dia, para saber o verdadeiro sentido da felicidade! Se sentir saudades procure, se sentir vontade faça. Se tiver medo lute, se perder esqueça, mesmo que doa. Se gostar viva!  Mas, lembre-se que nunca é tarde para recomeçar."

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

terça-feira, 14 de outubro de 2014

15 de outubro é Dia do Professor.

Os professores são anjos de Deus enviados para a sublime missão: Ensinar! 
O ato de ensinar não é mecanicamente profissional.
O ato de ensinar é de mais árdua paixão e de amor incondicional.
O ato de ensinar exige responsabilidade, comprometimento e dedicação.
É uma luta física e mental diária onde os professores buscam muito mais do que um simples salário no fim do mês. Buscam atingir todos os objetivos, desenvolver todas as habilidades, orientar todos os conhecimentos e facilitar todas as aprendizagens. Acreditam no ato de ensinar em busca do seu sonho e ousam no desafio de inovar dentro da sala de aula.
O prêmio??? É a realização pessoal vinda através de um sorriso de uma criança frente a uma nova descoberta. 
Nós professores somos assim: Sonhadores de um mundo justo, repleto de cidadãos críticos, questionadores, participantes e ativos numa sociedade igualitária, digna e honesta. (D.a.r.a)

15 de outubro-Dia do Professor.

Dai-me, Senhor, o dom de ensinar,
Dai-me esta graça que vem do amor.

Mas, antes do ensinar, Senhor,
Dai-me o dom de aprender.

Aprender a ensinar
Aprender o amor de ensinar.

Que o meu ensinar seja simples, 
humano e alegre, como o amor.
De aprender sempre.

Que eu persevere mais no aprender do que no ensinar.
Que minha sabedoria ilumine e não apenas brilhe
Que o meu saber não domine ninguém, mas leve à verdade.

Que meus conhecimentos não produzam orgulho,
Mas cresçam e se abasteçam da humildade.

Que minhas palavras não firam e nem sejam dissimuladas,
Mas animem as faces de quem procura a luz.

Que a minha voz nunca assuste,
Mas seja a pregação da esperança.

Que eu aprenda que quem não me entende
Precisa ainda mais de mim,
E que nunca lhe destine a presunção de ser melhor.

Dai-me, Senhor, também a sabedoria do desaprender,
Para que eu possa trazer o novo, a esperança,
E não ser um perpetuador das desilusões.

Dai-me, Senhor, a sabedoria do aprender
Deixai-me ensinar para distribuir a sabedoria do amor.
Amém! 
(Autor: Antonio Pedro Schlindwein)

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Crianças crescem rápido demais!

"Crianças crescem rápido demais
para ficar achando que dar colo estraga."

Canção vida de criança.





“As crianças são como borboletas ao vento, algumas voam rápido
 e algumas voam pausadamente, mas todas voam do seu melhor 
jeito, porque cada uma é diferente, cada uma é linda e cada uma é especial.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Por que devo perdoar?

"Não há nada pior na vida da gente do que a mágoa, a ira e o ódio 
que sentimos quando alguém fere os nossos sentimentos, quando 
alguém  julga a nossa conduta e quando alguém nos faz perder o chão 
por coisas insignificantes. Mas pior ainda quando uma raiz de amargura 
cresce em nosso coração, pesa a nossa alma e nos entristece cada
 vez que lembramos das injúrias que sofremos. 
Não se perdoa porque é bonito, ou só porque esta na bíblia. 
Engana-se quem pensa assim. O perdão quando liberado pela gente, 
nos liberta do que aprisiona nossa alegria, derrota o ódio, nos tira 
o peso da dor e abre espaço para o AMOR dentro da gente."
(Cecilia Sfalsin)

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Definição de Filho.



"Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é se expor a todo tipo de dor, principalmente da incerteza de estar agindo corretamente e do medo de perder algo tão amado."



sábado, 4 de outubro de 2014

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

01 de outubro-Dia do Idoso.

Oração do idoso.

"Bem-aventurados aqueles que compreendem meus
passos vacilantes e minhas mãos trêmulas.
Bem-aventurados os que levam em conta que meus 
ouvidos captam as palavras com dificuldade e por isso, 
procuram falar mais alto e pausadamente.
Bem-aventurados os que percebem que meus olhos já 
estão nublados e minhas reações são lentas.
Bem-aventurados os que nunca me dizem:
Você já me contou isso inúmeras vezes!
Bem-aventurados os que desviam o olhar, simulando 
não ter visto o café que por vezes derramo.
Bem-aventurados os que sorriem e conversam comigo.
Bem-aventurados os que sabem dirigir a conversa e as 
recordações para as coisas dos tempos passados.
Bem-aventurados todos aqueles que me dedicam afeto 
e carinho, fazendo-me assim pensar em Deus.
Quando entrar na eternidade, lembrar-me-ei deles, 
junto ao Senhor.
Bem-aventurados os que me ajudam a atravessar a rua 
e não lamentam o tempo perdido que me dedicam.
Bem-aventurados os que me fazem sentir que sou amado 
e não estou abandonado, tratando-me com respeito.
Bem-aventurados os que compreendem quanto me custa
encontrar forças para carregar a minha cruz.
Bem-aventurados os que amenizam os meus 
últimos anos sobre a terra."
Amém!

Total de visualizações de página