quinta-feira, 12 de junho de 2014

Um filho precisa de limites e pede limites.


"Um filho precisa de limites e pede limites. Crianças clamam por regras, por alguém que as diga por qual caminho devem seguir.
Uma criança sem limites será um adulto irresponsável, limite é um dos tipos de responsabilidade, responsabilidade que a criança toma pra si e sabe sim muito bem como lidar com ela. 
Limite não traumatiza, não machuca e nem dói, limite é uma forma de cuidar. 
Tem gente que acha que ter um filho é apenas ter mais um membro na família, apenas risos e gracinhas, apenas deixar a vida o ensinar, mas queridos a vida vai ensinar de uma forma muito mais ríspida e grosseira, o seu limite é o maior carinho que seu filho pode receber, visto o modo como a vida ensina uma criança sem limites e sem regras. 
Por isso que se deve pensar bem antes de ter um filho, pois ter um filho é esquecer-se um pouco de si e passar a trabalhar pela construção de um caráter, de uma personalidade, é respirar fundo e se manter firme, é saber a hora de ignorar e a hora de abraçar, a hora do sim e a hora do não. 
Limites nada tem haver com palmadas, gritos ou palavras ofensivas, estes sim traumatizam, limites tem haver com segurança, exemplos e amor. 
Tenho escutado muito por aí frases como "trabalho demais", "é muito difícil", "é complicado", "dá isso logo pra esse menino(a) ficar quieto(a)" não deixe que desculpas como essas reflitam num futuro inteiro na vida da pessoa que você mais ama. 
Por isso arregace suas mangas, sente-se e explique-se , explique o porque do certo e do errado, o porque do sim e o porque do não, seu filho é pequeno mas entende, entende sim pode ter certeza, não tenha pena, pais de verdade não tem pena de educar seus filhos. 
Repita, repita e insista de novo, afinal eles são só crianças, nós os adultos temos o dever de guiá-los. 
Não tenha medo de errar e nem de acertar, tenha coragem!!! 
Eduque seu filho e está será a maior prova do seu amor e ele irá agradecer-te pelo resto de sua vida !!!" 
(Texto escrito por Nancy Medina)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações de página